O tratamento de canal é um procedimento bastante popular, por isso é importante entender o que é o tratamento de canal. Mesmo assim, muitas pessoas ainda não sabem do que ele se trata e quando ele deve ser realizado. O resultado é que, às vezes, pacientes que precisam desse procedimento não sabem como recorrer a ele.

Por isso, neste artigo, vamos explicar o que é o tratamento de canal e quando ele é indicado. Continue com a leitura para saber mais a respeito!

Entenda o que é o tratamento de canal
Fonte: Envato

Entenda o que é o tratamento de canal

O tratamento de canal é um processo no qual ocorre a retirada da polpa do dente. A polpa é um tecido mole que fica logo abaixo da dentina e do esmalte dentário. Ela é composta por nervos, vasos sanguíneos e fibras. No entanto, em algumas situações, a polpa do dente pode ser infeccionada ou morta, o que gera a necessidade de sua remoção.

E é aí que entra a importância do tratamento de canal. Nesse procedimento, a polpa dentária é retirada e o espaço restante é saneado, instrumentado e seco para o seu devido preenchimento.

O que é canal dentário
Fonte: Envato

A polpa dentária pode sofrer danos ou infecções por conta dos seguintes fatores:

  • Cáries profundas
  • Trauma forte que cause dano ao dente
  • Dentes quebrados

Tudo isso pode gerar a inflamação ou a exposição direta da polpa, ambos cenários que pedem por um tratamento de canal.

Como funciona o tratamento de canal

Como qualquer outro procedimento, o tratamento de canal segue uma série de etapas. A seguir, vamos explicar quais são cada um delas. Confira!

Primeira etapa: Acesso

O primeiro passo para fazer um tratamento de canal é a abertura do canal em si também chamada de acesso. Essa é a parte do processo que é realizada com o tão temido “motorzinho até atingirmos a Câmara pulpar do elemento em tratamento.

Entenda mais sobre o tratamento de canal dentário
Fonte: Envato

Segunda etapa: A retirada da polpa

É na segunda etapa que a polpa exposta ou infeccionada vai ser removida. Esse é o esvaziamento do canal. Para essa fase, são usadas ferramentas que cumprem a função de descontaminar, alargar e alisar a área afetada. Essa remoção é chamada de pulpectomia.

Terceira etapa: O tratamento de canal

Por fim, chegamos na obturação dos canais, ou seja, a etapa final do tratamento de canal. Nela, um material específico é usado para preencher os canais, realizando um processo de selamento.

Também é possível proteger o resultado final com uma prótese dentária parcial, fazendo uso de uma coroa cimentada no dente restaurado. Isso é feito para restaurar o formato do dente e conferir uma aparência natural para o resultado.

O que são Tártaros?
Fonte: Envato

Quanto tempo dura um tratamento de canal

Se o tratamento for feito da maneira adequada, a restauração pode durar toda a vida do paciente. No entanto, é importante ressaltar que ainda há a possibilidade de desenvolvimento de cáries no dente restaurado.

Desse modo, faz-se necessária uma rotina de higienização dental efetiva, que conte com a escovação regular e o uso do fio dental.

O papel do flúor na saúde bucal
Fonte: Envato

Faça tratamentos com profissionais qualificados

Agora que você já sabe o que é o tratamento de canal e quando ele é indicado, é importante tomar medidas para ter acesso a esse procedimento se for necessário. E uma das melhores maneiras de garantir isso para você é com um plano odontológico.

Através de um plano odontológico, você ganha acesso a diversos procedimentos e a profissionais qualificados para realizá-los. Basta escolher uma empresa que ofereça boas opções, como, por exemplo, a PrimaVida Dental. E aí, tem interesse? Quer saber mais? Então não perca tempo e visite o site para obter mais informações!

Gostou do conteúdo? Compartilhe.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp